30.7.10

Válvula de escape

Mariana carregava aquelas marcas de verão em evidência em sua pele, quando decidiu pôr um fim naquela estação. Súbito, já estava em seu apartamento curtindo sozinha o final de tarde de uma quinta-feira, propositalmente, incolor.
O vazio encontrado era surpreendentemente maior do que aquele previsto por sua mente hiperbólica. De fato, aquela ausência alargara as lacunas no peito e encolhia as possibilidades do mundo ao redor.
Foi se livrando, um a um, de todos os itens que Arnaldo deixara de herança em sua vida. E foi assim que as saias comportadas, o cabelo comprido e escuro, a franja lateral, os sorrisos contidos de canto de lábio e, principalmente, aquela maldita dieta vegetariana foram saindo de cena.
Agora que a vida adquirira uma leveza inédita, bem que a felicidade poderia aderir a praticidade do delivery.
É... Poderia. Por que não?
Então, resolveu pedir uma pizza. E o entregador para dentro de si.
A partir desta data, Mariana tinha um encontro subliminarmente marcado com algum entregador de pizza. Passou a degustar incessantemente aquilo que a Mariana recatada e contida de antes desconhecia.
Todas as noites ela senta no sofá, respira e acumula toda concentração que adquiriu ao longo da vida. Escolhe o sabor de acordo com seus anseios, como se a pizza fosse um tapa buracos fictício. Concluído o ritual, ela telefona para alguma pizzaria inédita. E o vácuo que acompanha os minutos que se seguem após este ato, é enlouquecedor.
Até que a campanhinha toca. Ele aparece. A espera vai embora. E a concentração acaba perdendo-se diante daqueles ataques fulminantes de libido.
A seqüência de rostos, corpos e nomes aumenta com o avançar do calendário. Os nomes, ela quem trata de inventar. E vão surgindo Mateus, Marcos, Lucas, Pedro, Moisés, Abraão e uma longa lista de nomes, todos bíblicos, do antigo e novo testamento.Tudo meticulosamente inventado para contrastar com o Capital de todos os seus pecados.
No mundinho desmedido de Mariana, os entregadores de pizza perdem vontade e identidade, viram brinquedinhos em suas mãos. Como ela orgulha-se em dizer: “são meus anjos tortos perdidos no meu parque de diversão”.
Apesar de tudo, Mariana ainda dorme com os excessos e limitações de uma vida. Não é mais recatada nem contida. Mas nem por isso, menos infeliz.
Por fim, percebeu que mesmo com tantos elementos, o conjunto ainda continua vazio. E que no fundo, as coisas não são como pensava. Mas mesmo assim, prefere dormir todos os dias com a ilusão de que todos os finais felizes, necessariamente, acabam em pizza.
E mesmo vendo os anjos caindo um a um, não consegue perceber que isso é apenas o prelúdio de mais um desfecho desastroso de estação. Está ocupada demais para atentar que o deus ignorado, um dia irá se rebelar.

'Ilusão: um lugar de areia movediça pra alma
onde a gente pisa jurando que é jardim.'

[Ana Jácomo]
º Ouvindo: Linda Rosa -Maria Gadú: Letra & Música

24 comentários:

  1. Bem intenso o teu texto. Nem mudando quem somos pode alterar o vazio que sentimos, é o vazio que precisa sofrer mudanças. Beijos, adorei o post.

    ResponderExcluir
  2. as vezes tambem me sinto assim tao vazia !
    mas ai paro e penso e faço uma reflecçao !
    sempre lembro de um rosto !
    beijos

    ResponderExcluir
  3. Oi flor,
    acho que varias pessoas já sentiram esse vazio.
    Eu senti durante meses, era ruim. Mas aí veio a mudança, e tudo fcou bom!
    beejo grande pra vc":"

    ps: ta rolando sorteio la no blog.

    ResponderExcluir
  4. aaah que blog liiiindooooo!!!!!!! agora eu consigo ler tuudo sem ter que selecionar!!!!! nossa tá tão perfeito que eu amaaay szszszsz

    Belo final de semana floor! tudo de boom!!!!!

    ResponderExcluir
  5. Acho que o ser humano que adora a vida sente um vazio constante, o Budismo foi criado em cima do vazio em que um ser se encontrava. TUdo isso faz parte de nós.

    Adorei o texto e o blog, estou lhe seguindo
    com muito prazer. beijos.

    ResponderExcluir
  6. O mundo e todas as pessoas poderiam ser melhores se toda a nossa formação, desde a mais tenra infância fosse levada para o caminho da individuação, que difere frontalmente do individualismo. Nos tornamos vazios à medida em que somente nosso próprio desejo nos fornece a ilusão de preenchimento com o outro. Aí vem as pizzas, as maconhas, chocolates, as bebidas, tudo tentando se locupletar de nós, enchendo-nos de desilusão. Lindíssimo seu texto, Talita! Abraço grande. Paz e bem.

    ResponderExcluir
  7. Oiee!
    Ficou lindo teu blog de carinha nova *_*
    Amei o texto!Parabéns...belo post!
    BeijoOs!

    ResponderExcluir
  8. Roupa nova, gostei muito!
    Belo texto, Talita! Bjão

    ResponderExcluir
  9. Lindo demais Flor.
    Me deu uma estranha sensação de liberdade rs
    To seguindo você também, apareça sempre, flor.

    Beijo♥

    ResponderExcluir
  10. Só para dizer que tem selinho para você!

    Grande beijo.
    http://elefantedeporcelana.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Quando se sentir vazia, reze e peca consolo a Deus.
    Ele vai te mostrar o qto vc eh "cheia", so nao esta se enxergando mto bem!
    Texto mto legal e frase belissima.

    Bjos e boa semana.

    ResponderExcluir
  12. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  13. Venho retribuir-lhe a visita e dizer que sinto-me honrada pelas belas palavras que me deixas-te. Gostei muito do seu texto, remete-nos a uma viagem temporal de onde recordamos sentimentos intensos que o tempo nos rouba, o culto à solidão trocado pela aquisição da experiência, o saber admirar pessoas, mesmo que tudo acabe em pizza. Um novo ângulo da observação.

    BeijooO*

    ResponderExcluir
  14. Oiee Talita, passei e gostei tanto que estou seguindo!
    Beijos no coração.

    ResponderExcluir
  15. Seu texto transmite uma sensibilidade que nos prende..

    adorei aqui..

    seguindo.

    beijos, flor :*

    ResponderExcluir
  16. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  17. Ola Querida.

    Obrigada por fazer parte do meu cantinho e ser mais um brilho em minha vida.
    Os seus textos são lindos uma delicia de ler, as imagens muito bem escolhidas.

    Transpira delicadezas .
    Seja bem vinda.

    Seguindo te também.

    Bjo

    ResponderExcluir
  18. Olá, querida!
    também gostei muito do seu.

    Seguida =**

    ResponderExcluir
  19. muito lindo seu blog flor..xerinhos!

    ResponderExcluir
  20. Muito bom esse texto
    E parabens pelo blog....
    Seus textos sao muito legais,ele prendem a atenção do leitor.

    Seguindo
    Visita o meu blog por favor?Segue*--*

    www.rimasdopreto.blogspot.com

    Bjos

    ResponderExcluir
  21. Kra Muito Profundo0..adorei seu blog e suas postagens, mas essa foi a que mais gostei..Parabéns

    ResponderExcluir
  22. amei muito! além de muito bem escrito, é profundo e da pra fazer pensar bastante ._. a parte do sabor de pizza realmente é bem criativa, gostei demais da idéia hahahah (:

    ResponderExcluir

Fale agora ou cale-se para sempre.