24.6.10

A beleza dos gerúndios


Desculpe-me, meu bem. Lamento ter magoado você e ter deixado, de forma repentina, de ser tudo aquilo que você sonhou um dia.
Agi por impulso e não me arrependo. Foi impossível não me render aquele rostinho bonito com sorriso confiante e braços abertos chamando para uma vida mais leve, livre e sincera.Acabei de perder você, mas ganhei como prêmio de consolação os melhores beijos, os abraços mais apertados,uma ausência total de expectativas e um garotinho que vai conseguir preencher o meu vazio e solidão até próximo final de semana chegar, quando encontrarei alguém mais brilhante e interessante, mais um plano incrível e mirabolante.Não acho certo você culpar meus atos e minha sinceridade pela sua tristeza. Ela sempre esteve bem aí, escondidinha dentro de você.Agora não adianta chorar,fazer bico ou espernear. Ah, antes que esqueça, eu não era a sua prioridade, primeira opção. Era a única que realmente você tinha.Acho que agora é uma boa hora para você seguir algum caminho e dar vida a ele. E isso ninguém consegue com métodos e sem aflição, infelizmente.Pode ir. E não volte mais, pois acabei de descobrir que você não acompanha o meu ritmo e não existe lugar para você na minha intensidade.As regras e o manual de instruções que você me entregou são tudo aquilo que não preciso agora.Quero mais atos, menos palavras e nenhuma ilusão. E isso não consta na sua imensa lista de promessas.


P.S. Pode continuar com seu julgamento e falso moralismo. Enquanto isso, eu vou seguindo, sorrindo, vivendo e sendo feliz.

10 comentários:

  1. Perfeito menina...gostei de vários trechos...

    Beijocas!

    ResponderExcluir
  2. Menina, que palavras....
    Adorei o texto, em alguns momentos, me identifiquei com ele. E isso é o melhor sentimento que temos, conseguir ver imagens nas palavras. Adorei.
    Me lembrou a música Judiaria de Arnaldo.
    Parabéns!!!

    ResponderExcluir
  3. É por isso que uma pessoa assim nunca ficará só. Segue encantando, maravilhando, extasiando, através do brilhantismo. Adorei! Abraços. Paz e bem.

    ResponderExcluir
  4. "Mais atos e menos palavras". Para mim, isto tem sido o mal do século. Fala-se muito e faz-se pouco, infelizmente. Bjs.

    ResponderExcluir
  5. Achei incrível como o título se encaixa no texto sem que você o cite nenhuma vez!
    Beeeijo

    ResponderExcluir
  6. Pô, rápida e rasteira. Direta ao alvo!

    ResponderExcluir
  7. Uauuuuuuuuuu amiga, arrasou!!! Aplausos aqui pra ti, mandou bem demaissssssss....
    É isso aí, seja feliz e dane-se o resto.
    Beijosssssss

    ResponderExcluir
  8. Nossa Talita, já tinham me falado do quanto você escreve bem (Lice, Raquel, Léia...) agora eu constatei isso mesmo! hsuhas, textos ótimo, esse então, eu parafrasearia cada linha dele! - Fannie

    ResponderExcluir
  9. Estava passeando e vim parar aqui...
    linda suas palavras, incrivel como me identifiquei com elas.
    ADOREI !!!

    Fernanda Fabiana.

    ResponderExcluir
  10. Adoreiiiiiiiiii... hahaha.. me identfiquei totalmente..
    =D

    ResponderExcluir

Fale agora ou cale-se para sempre.